2

OR…AÇÃO

“ Senhor, visita agora os encarcerados, as prostitutas, os mendigos. Aqueles que se encontram nos hospitais desenganados! Oh Senhor tem misericórdia daqueles que…”

Eu cresci ouvindo orações como estas, que em princípio parecem por demais singelas e atenciosamente autênticas. O problema não está na motivação deste ato, afinal de contas também sou “fã” do ministério de intercessão. Mas me parece que entre outras precariedades deste protestantismo tupiniquim, isto também soa como deficiente e ineficiente.

É como se quiséssemos inverter a pirâmide de ponta á cabeça. Deus nos dá uma ordem e nós “encarecidamente” devolvemos á Ele. Acabamos por querer transformar Deus em nosso missionário particular, quando deveria ser o inverso. Só falta alguém orar assim: “ Senhor, vá por todo o mundo e pregue o seu evangelho a toda criatura.” E daí Deus diria a você: “ Ei! Espera aí, esta ordem foi eu que dei, e dei ela a você espertinho, não pode me devolvê-la!”.

Dizemos a Deus pra fazer aquilo que Ele nos comissionou a fazer, e o que por sinal não estamos muito afim de realizar. Este evangelho é conveniente demais. Pedimos a Ele para alimentar os famintos, consolar os fracos, ajudar os pobres, encorajar os encarcerados, e pronto, está tudo resolvido, e daí voltamos para a nossa vidinha mais ou menos.

Deus na sua onipotência pode fazer tudo, a qualquer momento, em qualquer lugar, da maneira que bem entender, mas em sua condescendência Ele se permite necessitar de seus filhos e oferecer a eles a honra de representá-lo. Assim em toda a saga bíblica Deus tem se permitido utilizar pessoas de carne e osso para cumprir seus desígnios e precisar deles para abençoar outras pessoas. No antigo testamento toda vez que Deus agiu, agiu por meio de uma pessoa ( um corpo). Quando Ele veio ao mundo, utilizou um corpo para cumprir seus planos. E mais, a bíblia também diz: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” 1 Coríntios 6:19

Assim Deus age através de pessoas, homens e mulheres como eu e você para o trabalho de missões. O evangelho será anunciado através de corpos humanos, de seres físicos e não celestes.

Já estou “careca” (rs rs rs ) de tanto ouvir desta geração que é doutrinada por telepastores dizer: “ Deus chamou uns pra pregar e outros para bancar os que irão pregar”. Não que isso não seja em parte verdade. Mas deve ocorrer de forma setorizada e específica como é o caso das missões transregionais e transculturais. Mas de modo em abrangente eu encontro muita dificuldade de achar na bíblia uma defesa para esta afirmação. Jesus disse: IDE! E este IDE é para todos. Ele não disse para uns e irem e outros ficarem. É todo mundo indo, é todo mundo pregando, é todo mundo evangelizando. Este é um chamado para toda a igreja, em tempo e

fora de tempo. Missões é um desafio para todos os membros do corpo, e não tem essa de dizer: “ Este não é o meu ministério, eu não sirvo para este chamado.”

Missões não é mais um novo departamento da igreja e nem mesmo um ministério. É toda igreja indo. É a frente de batalha onde todos os departamentos desembocam. Por isso todos devem IR. Há lugar,( e como tem!) para todos nesta batalha. Há necessidade de estratégias,de recursos, de ORAÇÃO, mas preponderantemente de PESSOAS nesta empreitada.

As vidas estão a espera,nas esquinas, nas praças, nos hospitais, nas casas, nas comunidades, nos presídios, nas nações… E quem deve ir é você, sou eu, somos nós. Quando você FOR, será o mestre indo em seu corpo. Ele IRÁ em VOCÊ. Porque você é a igreja dEle.

Quando você faz MISSÕES é Cristo fazendo MISSÕES. Quando você testemunha é a voz dEle falando aos perdidos. Quando você VAI é Ele INDO. E se você não for…

Leandro Marques

facebooktwittergoogle plus


2 thoughts on “OR…AÇÃO

  1. Antônio Júnior

    Que mensagem abençoada! Te conheci hoje através do clipe “Não basta ser crente” e fiquei impressionado com a sua visão sobre missões. Parabéns! Que Deus te leve aos quatro cantos desse Brasil!

Leave a Reply